Alunos do Inedi participam de Jogos paraolímpicos

Com objetivo de promover a vivência das regras de um esporte paraolímpico nas modalidades de futsal e vôlei e proporcionar a sensação de uma pessoa com deficiência na prática esportiva, o Colégio Inedi realizou, com alunos do Projeto Embuá, jogos de vôlei sentado e futsal cego no ginásio da escola. A proposta foi das professoras Cristiane Silveira e Rosângela Figueiredo. A atividade, que integra a terceira Unidade de Aprendizagem, faz parte do tema sobre esporte.

Segundo as professoras, os alunos pesquisaram as diferentes modalidades e o futsal e o vôlei foram os jogos escolhidos. “A ideia foi fazer com que os alunos experimentassem essas práticas como se fossem pessoas com deficiência. Vivenciar as limitações e, ao mesmo tempo, as diferenças e semelhanças da prática esportiva por pessoas com deficiência ou não.”, esclareceu Rosângela.

A programação de atividades do Projeto Embuá contou ainda com a realização de trabalhos artísticos. No mesmo grupo intitulado esporte, os alunos foram desafiados a realizarem desenhos com o uso de pincéis, cordas e a boca, sem poder utilizar as mãos. “Os resultados foram incríveis”, comentou a professora Cristiane.

Conforme a estudante Juliana Holeva, participar de oficinas e ir à campo entrevistar pessoas, além de pesquisar gêneros musicais e os direitos humanos foi muito interessante. “A participação nos jogos paraolímpicos fez a gente acreditar que é possível, mesmo com limitações. Aprendemos a valorizar mais o que temos.”, finalizou.